FOTO POEMA

FOTO POEMA

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

L’AMOUR
Rynaldo Papoy

Às vezes não sei o que é morrer
Há uma planta que se chama
Comigo-Ninguém-Pode
Há uma planta etimoscópica
Há um véu e seres antropofágicos
Lógico que unhas sentem dores..

Terminalmente

Carnes vivas e sangrentas
malvadas elevadas a certos nomes
caridades perdidas
em animais mentes

Mas torres caem
Piratas nos corações de viagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães