FOTO POEMA

FOTO POEMA

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Se eu não delirasse em poemas ...











Auto-ajuda


JUVENTUDE

UM TANTO TEATRAL

Seu choro fingido sua falsa inocência
Tudo planejado para o grande palco das ilusões
Sua máscara e sua farsa caiu diante de mim e a platéia não aplaudiu
seu último ato fecha a cortina pois seu espetáculo
Teve um trágico desfecho mas eu

Quero assistir do gargarejo sua cena final
Você é um tanto teatral.

Thiago Guimarães

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Fabio da Silva Barbosa em foco.

Insana - Fabio da Silva Barbosa

 foto capaE-Book
Escritos Malditos de uma Realidade Insana de Fabio da Silva Barbosa busca registrar de forma direta, sem deixar de viajar por caminhos poéticos e até delirantes, o cotidiano de uma sociedade injusta, desigual e opressiva, onde a realidade muitas vezes se dilui no inusitado de uma neurose social compulsiva. Nestas páginas, os marginalizados passam em desfiles solitários e fantasmagóricos, transbordando por todo lado, mostrando que são, na verdade, partes de um todo, partes da grande maioria. A margem toma seu lugar no centro e a escuridão se torna a luz necessária para apreciarmos pontos evitados por muitos.

 SOBRE O AUTOR: Fabio da Silva Barbosa
Jornalista e escritor, dedica sua vida ao trabalho de registrar nossa barbárie social, além de produzir e se expressar através de formatos pouco convencionais, bailando entre o consciente e o inconsciente, unindo a realidade brutal do nosso tempo a delírios e viagens rumo a novas possibilidades. Entrou para o mundo dos fanzines no final de 89 e até hoje produz esses veículos de forma independente. Com Winter Bastos e Alexandre Mendes, Fabio lançou o livro Um ano de Berro – 365 dias de fúria, participou do livro Cumplicidade das letras (coletânea reunindo o trabalho de diversos poetas), organizou as publicações eletrônicas gratuitas A Saga do Jornalismo Livre e Quem somos nós?. É Assessor de Imprensa da Amarle (Associação de Moradores e Amigos da Rua Laurindo e Entorno) e vem participando do Grupo de Estudos e Oficina Roda Vivia, que pretende iniciar suas atividades no interior de presídios. Contribui para vários veículos impressos e via internet.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Um super bom dia pra você!

Acordada pra leitura do poema
da manhã sob o título: SOL,
nas mãos do tempo
estratégico mas, paciente.
Com ele não há acordo.
É contínuo.
É objetivo.
Está sempre morrendo,
 avaliando nosso desempenho,
e renascendo.
O tempo,
o tempo todo focado
em dias certos,
e em dias incertos.
Viver, é certo,
que está liberado.
E Deus conta com a gente,
tanto quanto contamos com ele !

Cecília Fidelli.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

DILACERADA


LUZ VERMELHA - O BANDIDO

Invadia as casas a noite
e com sua lanterna iluminava suas vítimas
estuprava e roubava
pequenos delitos
a polícia em conflito com a mídia e os jornais
Cult no cinema
Bandido da luz vermelha
Criminoso ou celebridade?
Bandido da luz vermelha
Uma lenda da realidade.

Thiago Guimarães
De: Vermelho no preto poesias

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

É Fevereiro - É Carnaval !!!


 Todas as cores do mundo,

em rítmo de carnaval,
identificando um povo
 já pré aquecido.
Todas as musas,
 todas as plumas,
 todos os brilhos,
levantando ainda mais
 os ânimos mais empolgantes.
Toda flexibilidade da alegria
variando apenas,
 de região pra região.
Efeitos instintivos e intensos
nos salões, nas ruas,
nos sambódromos,
contando histórias lindas nas escolas !
São os aspectos do samba,
a farra, a folia do Brasileiro.
Em Fevereiro,
 é assim que ganha mais importância
 e desfila uma nação !

Cecília Fidelli.

THIAGO GUIMARÃES 12 ANOS DE POESIA - ENLUARADO


DOS POEMAS QUE EU MAIS GOSTEI DE ESCREVER
ENLUARADO É UM DELES, DE 2004 É DA SEQUENCIA
INÉDITAS, FOI UM PERÍODO MUITO FÉRTIL DE POEMAS.

ESPELHOS


sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

(~. ~)

Ele está se apoderando de mim ...
De corpo e alma.
Ele está repleto
de poesia,
de madrugada enluarada,
sugerindo sonhos,
literalmente.
Ele passa por aqui
todas as noites.
É pegajoso,
poderoso,
afugenta as estrelas
pra me seduzir em seguida,
assim...
Surgindo simplesmente.
Ele é profundo.
Restaurador.
Agora
somos só nós dois no leito.
Fica comigo horas a fio.
Ele chega pouco a pouco.
Suavemente.
Abençoado sono.

Cecília Fidelli.
Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães