FOTO POEMA

FOTO POEMA

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Chaves

Chaves da porta aberta
quis tranca-la
alguém havia levado
atrevido ser me roubara
as chaves do sentir ...
chaves
de um domicilio meu...
meu coração acabrunhado
vi no espelho
um tanto desorientada
a porta sem as tais chaves...
não havia reflexo
sentia um enorme refluxo
a traição de porta aberta ...
corei, parei, entre medo e coragem
reagi ...ressurgi ... do mais puro medo
matei o ladrão de mim
hei-me agora...
no eixo sem cóleras matreira eficaz
amo a existência além muito além da essência
possuo as chaves resgatada...
com muitas cópias ...
dois corpos numa alma somente
tão iguais que troco minhas pernas ...
fecho a porta entre coxas abertas ...
(sulla fagundes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães