FOTO POEMA

FOTO POEMA

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

RÉPLICA
Denise Teixeira Viana.

Porque foste o meu verso versado de dor
Porque fosse o meu corpo a réplica óbvia
Do teu ( corpo )
Porque foste o latejar das bebidas
Recíprocas escoriações de colos e vincos
Não e não me queiras selada avulsa
Invicta ( como quem expulsa juízo )
em vésperas de regozijo e sodomas
Nem me vejas regrada pacífica açucarada
Nas tuas neuroses como em odes duvidar
De enteados e escleroses da frieza
E não me despir neófita e convulsa
Para esmiuçar a nitidez dos teus pesadelos

Do livro ARTE E MANHA-Denise Teixeira Viana.
Contato : Caixa Postal 11052 - RJ—22022
http://www.deniseteixeiraviana.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães