FOTO POEMA

FOTO POEMA

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O Caminho de Ana!
.
Rumo ao asfalto quente da rota escolhida,
Optei por uma trilha em meio a florestas verdejantes.
Quando dei por mim, colidi com o inédito do tempo/espaço
Ora quente ora frio; ora imenso ora limitado.
Exaltada com a novidade, sentia calafrios segundo a segundo;
Feito corrente elétrica em espinha ereta.
Percebi: era necessário correr em uma direção sem limites,
Pois como estes nos parecem, é uma ilusão.
A vida nos reserva muitos caminhos, várias escolhas,
Milhares de incógnitas, como sabe-los?
Caminhamos, passos rápidos, prontos a lutar o "bom combate"
Ora amaldiçoado ora bendito, certos da realidade.
Perante nós, faróis: para, escuta e olha - e segue:
Um caminho nem sempre de rosas, mas nosso!

.
Silvia Mendonça

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães