FOTO POEMA

FOTO POEMA

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Hoje

Das respostas que a vida dá,
nossas propostas,
nossas escolhas.

Do que a vida pode nos oferecer,
nossas próprias maneiras
de nos livrarmos dos casulos,
como fazem as borboletas.

Só que ao homem,
isso acontece muitas e muitas vezes.
Ainda assim, nem sempre consegue
voar livremente.

Vôos prolongados, ao infinito,
precisam de pernas,
pra mais de metro.

Se as pernas são pequenas,
digo, se as idéias são curtas,
vôos inanimados, a imensos desertos.

Perguntas e respostas,
nem são essenciais.
Em nossas idas e vindas,
o que importa, é chegar.

O problema é que,
nos dias de hoje,
entre verdades e mentiras,
cada um se vende como pode.

Cecília Fidelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães