FOTO POEMA

FOTO POEMA

sábado, 2 de abril de 2011

Tua Alma em mim.

No suavizar de uma leve e generosa chuva
sinto o cheiro da terra, o mormaço de um barro hostil
que me traz a raiz e me traz o desejo de molhar
meus lábios nos teus, como a chuva molha as pétalas das rosas
como o vento toca suave a ponta de cada pedacinho de chão
complexo onipotente, onipresente
tal como tua alma em mim
teus olhos tal qual estrela a encantar o brilho de uma noite cinzenta
na solidão por não ter você aqui
por não sentir sua pele a roçar a minha
e nem o aconchego e fortaleza de teus braços envolventes,
nascentes em um abraço eterno, sem fim
de braços e abraços lábios e olhares
desejos e sentimentos sensações e emoções,
descontroladas, embarreiradas por,
ser tu, quem tu és
ser você aquela que ousa desafiar o nada, o tudo, o eterno
a me fazer desejar-te no impossível
..me faz te sentir no ausente
no inerte na ilusão do que parece não existir
mas está ali no além, no imaginário
no sonho que, não é sonho que é real
porque a alma existe e o eterno...
é simplesmente a única certeza de existir e saber que o impossível,
estará lá a ser o sonho realizado
e o universo completo em um sonho real de um verdadeiro amor

Chanceler Fábio Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães