FOTO POEMA

FOTO POEMA

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Chegou a hora.


De deixar as lembranças na mala
E despachar...
De retirar as velhas fotografias,
Já vistas, reviradas e amassadas,
Desviar do canto da sala
E se possível, queimar.
Hora de escalar novas montanhas.
Retirar seu cheiro
Das minhas entranhas,
Hora de despedir,
Abrir o peito e sair,
Desmontar a mesa de espera,
Apagar essa estúpida vela,
Acender outra luz no coração,
Enfrentar o preço da solidão.
Porque amor mal resolvido,
É que como caco de vidro,
A qualquer momento,
Volta a machucar.
Agora é hora
De juntar os cacos, mas nada de colar.
Porque agora, o que quero,
É juntar tudo isso no fogo.
Quero um jarro bem novo.
E Recomeçar.

Cristina Monteiro.

Um comentário:

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães