FOTO POEMA

FOTO POEMA

terça-feira, 24 de abril de 2012

O MISTÉRIO DO LOBO - CAPÍTULO 10

Libório Assunção também era proprietário de terras da região, vivia em eterna disputa com Miguel, os dois eram vizinhos e disputavam a posse das fazendas em que eles moravam, Libório sempre alegou que seu rival colocara a cerca favorecendo a ele mesmo e essa disputa fez com que eles ficassem inimigos um do outro. Doi dias antes dos fatos ocorridos na taverna Libório ameaçara Miguel com a medição das terras por uma autoridade da coroa. Naquela noite o fazendeiro escutou um barulho do que parecia ser um uivo de lobo perto de sua cerca, saiu com sua espingarda para fora de casa, não conseguia enxergar muita coisa apesar do clarão da lua, de repente algo o assustou a ponto dele jogar a arma no chão, uma criatura bizarra se aproximou dele e mostrou as presas e as garras, logo Libório sentiu suas pernas paralisarem, mas não conseguia gritar, seus cabelos se arrepiaram fio por fio e ele finalmente gritou, foi a última coisa que fez com vida. O lobo e a escuridão se abateram sobre ele.

CONTINUA...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães