FOTO POEMA

FOTO POEMA

quinta-feira, 12 de abril de 2012

O MISTÉRIO DO LOBO - CAPÍTULO 06

O homem era magro e alto, estava pálido feito cera de vela, usava uma roupa preta da cabeça aos pés, entrou na taverna mas podia-se notar que andava trôpego como se estivesse bêbado ou coisa assim, o português que enxugava uma caneca coçou o farto bigode e falou:- O que deseja aqui ó pá, que queres em meu estabelecimento?- Mal teve tempo de responder e caiu duro no chão, todos correram para socorre-lo, Miguel pegou seu pulso e não sentiu nenhum sinal de vida, depois do desmaio estava mais pálido do que antes como se não tivesse sangue nenhum em seu corpo, todos ficaram arrepiados com a constatação, foi Frederico Weber que pareceu acordar do porre que se manifestou:- Temos que levá-lo a um médico com urgência e só conhecemos um nas redondezas!- Miguel olhou com raiva e incerteza:- Deixemos de bobagens, ponham-no em minha carruagem vamos ao médico!- Então os três homens levantaram o homem e saíram as pressas da taverna. Continua... ATÉ A PRÓXIMA LUA CHEIA...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães