FOTO POEMA

FOTO POEMA

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Maria, Carnaval e Cinzas.

Maria, Carnaval e cinzas.

Nasceu Maria, quando a folia
Perdia a noite, ganhava o dia
Foi fantasia seu enxoval
Nasceu Maria no Carnaval
E não lhe chamaram assim
Como tantas Marias de santas
Marias de flor, seria Maria
Maria somente, Maria semente
De samba e de amor
Não era noite não era dia
Só madrugada, só fantasia
Só morro e samba
Viva Maria
Quem sabe a sorte
Lhe sorriria e um dia viria
De porta-estandarte
Sambando com arte
Puxando cordões e em plena
Folia de certo estaria
Nos olhos e sonhos de mil
Foliões
Morreu Maria quando a folia
Na quarta feira também morria
E foi de cinzas seu enxoval
Viveu apenas um Carnaval
Que fosse chamada
Então como tantas
Marias de santas
Marias de flor, em vez de Maria
Maria somente, Maria semente
De samba e de dor
Não era noite, não era dia
Somente restos de fantasia
Somente cinzas, pobre Maria
Jamais a vida lhe sorriria
E nunca viria de
Porta-estandarte
Sambando com arte
Puxando cordões
E não estaria em plena folia
Nos olhos e sonhos
De mil foliões.

Compositor:
- Luíz Carlos Paraná.
♪♪ ♪♪ ♪♪

2 comentários:

  1. Maria, Carnaval e Cinzas.

    Roberto Carlos & O Grupo:
    - Maria Carnaval e Cinzas -
    (5º lugar - 3º Festival de MPB TV Record SP - 1967) -

    Maria, Carnaval e Cinzas -
    Roberto Carlos Braga -
    Festival de San Remo -
    Italy - 1968.

    http://www.youtube.com/watch?v=afieKZ2ATcw

    ResponderExcluir

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães