FOTO POEMA

FOTO POEMA

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Não vacile.


Se liga.

Quando alguém que você ama,
ou curti pra caramba
vai embora e te esquece,
é porque certamente,
o destino já traçou
outros caminhos.
Liberte-se também.
Dê seu grito!
Às vezes é preciso se impor.
Dê um basta à poesia.
Você também vai atingir
o seu fim
ou seus objetivos.
Cegueira,
nem sempre
faz sentido.
Não se sentencie
a um sofrimento
que vai parecer eterno.
Mas se não der certo,
recorra
a Nossa Senhora dos Aflitos.
No templo do amor
ou da amizade,
o que vale
é o que ficou.
Os abraços,
os beijos,
os sorrisos.
Pegue seu passaporte
ou suas asas de anjo,
toque outros sonhos.
Ouça rock' and roll
e esqueça o que passou.
Beijos calientes,
audaciosos,
são como rosas vermelhas.
Pura paixão.
Abraços fraternos,
são como orquídeas
azul céu.
Invariàvelmente,
transformam-se em nuvens negras.
E quando as flores
viram pedras,
dê umas pedradas na dor.

Cecília Fidelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães