FOTO POEMA

FOTO POEMA

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Poema para Júlio Mesquita.

Rápidos e diretos.

Vivo dizendo coisas em versos.
Venho cumprindo meu destino.
Assim vou temperando a vida.
Eles não podem fugir de mim.
Se vai pegar é com você.
Se vamos trocar
a bordo dessas asas de aço...
Quero ver.
Quero ler sobre o seu credo.
O meu?
- Vou lhe dizer:
Creio na poesia,
creio na poesia,
creio na poesia.
Eu acho que isso,
é religião, igrejismo.
Irmãozinho,
vamos orar.
Ops, digo,
vamos poetar.
Mesmo que você corte a corrente
não vai cortar o efeito.
Bem aventurados
os que condenam sua alma
à poesia.
Vem, vamos poetar?

Cecília Fidelli.

2 comentários:

  1. [b]**È isso mesmo minha amiga, que honra me deste em publicar "euzinha" ao lado de vc, me envadeci..rsrs...e, por falar em Poemas...sei entretanto, que vamos rir e chorar ao longo desta vida mas, doando e recebendo amor,caminharemos positivamente em busca da evolução do espírito. E este amor se traduz em poesia, uma das mais puras manifestações da arte
    e do ser humano. Um abraço, um laço, um nó, uma amarração; vamos dar início a Arte de interagir,
    no império das palavras,no soltar das "falas"...sem morrer no silêncio mudo!!haha! sem querer poetei Ci, ... abraços sempre meu, com admiração!!!! stella*star*

    ResponderExcluir

Loading...

Seguidores

MANO EM: ESSE É DO BOM!

MANO EM: ESSE É DO BOM!
TEXTO E ARTE: THIAGO GUIMARÃES MANO CRIADO POR THIAGO GUIMARÃES

MANO EM: ESTAÇÃO DO AMOR

MANO EM:  ESTAÇÃO DO AMOR
Mano texto e arte Thiago Guimarães